top of page
Buscar
  • Foto do escritorcarvalhoagenciacultural

Samba de Mununu no Festival de Inverno de Poços de Caldas


O músico Mununu apresenta o show 'Samba de Mununu' na programação do Festival de Inverno de Poços de Caldas, neste domingo (23), às 14h, no palco da Praça Dom Pedro II.

O samba é o ritmo oficial do Brasil, uma das suas maiores manifestações culturais populares, por isso Mununu convida os músicos Jorge Viviani (violão), Eduardo Sueitt (bateria), Flávio Danza (cavaco), Raphael du Valle (baixo) e Giuliano D’Onofrio e Michel Gordinho (percussão) para propagar a magia da sonoridade desta tradicional cultura.

O show traz um repertório especialmente selecionado, com canções de Beth Carvalho, Cartola, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, entre outros, promovendo ainda a valorização e a divulgação da música afro-brasileira, sua ancestralidade e sua força.

A proposta busca atingir o público de todas as idades, jovens, crianças, adultos e idosos, sem distinção de gênero, ocupação e condição social, especialmente os amantes da música brasileira, do bom samba e da cultura negra.

O Festival de Inverno é uma realização da Prefeitura de Poços de Caldas / Secretaria Municipal de Turismo e o show Samba de Mununu conta com a produção de Chiara Carvalho / Carvalho Agência Cultural.


CONHEÇA MUNUNU Antônio Rafael Andrade adotou o nome artístico ‘Munúnu’, um neologismo paterno, uma maneira carinhosa que seu pai o chamava na infância. Mununu é cantor, compositor e intérprete sul mineiro de Poços de Caldas, e com um timbre de voz marcante, tem chamado bastante atenção do público, produtores e outros artistas com suas recentes produções.

Durante 19 anos esteve à frente da banda de música brasileira Jack Jow, um dos grandes nomes da cena independente da cidade, banda da sua juventude onde teve oportunidade de compor e gravar suas primeiras canções autorais. Também acompanhou o grupo de samba raiz ‘Bagaço da Laranja’ e o grupo de choro e gafieira ‘Cumari’ durante o ano de 2016.

Mas sua relação com a cultura do samba vem desde sempre. “Lembro como se fosse ontem das comemorações de família que acabavam sempre em samba no quintal de Vó Cilinha e Vô Luiz, meus avós maternos. O samba e o pagode eram sinônimos de alegria, festa, sorriso, afeto. É muito lindo olhar pra traz e ver que o que eu vivia lá atrás quando criança, me fizeram ser o músico que tento ser. Hoje passeio pela MPB, mas fico muito feliz em apresentar este repertório de samba que é patrimônio cultural brasileiro e que revisito em vários momentos e situações oportunas, seja para homenagear os mestres desta arte, seja para levar o entretenimento e alegria para as pessoas.”, comenta.

Em uma nova fase da sua carreira, Mununu revela o seu amadurecimento artístico, com composições, arranjos e melodias que buscam referências da cultura afro-brasileira. Assumiu a produção, gravação e criação dos arranjos de violão do disco ‘Camará’ de Nego Moura e Os Camarás. Se consagrou como um dos finalistas do Prêmio de Música de Minas Gerais em 2021, com sua música autoral ‘Galanga’, selecionada entre as 12 melhores canções do festival. Lançou no início de 2023 o single ‘Preta de Humaitá’, também em parceria com Os Camarás.

Atualmente está em fase de produção do seu primeiro EP, que tem lançamento previsto para este segundo semestre.

Para saber mais, siga: @mununuoficial e @carvalhoagenciacultural. SERVIÇO Samba de Mununu no Festival de Inverno Data: domingo, 23 de julho de 2023 Horário: 14h Local: Praça Pedro Dom Pedro II (Praça dos Macacos), Centro, Poços de Caldas *Gratuito Foto: João Paulo Ferreira (Xuão)

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page