top of page
Buscar
  • Foto do escritorcarvalhoagenciacultural

Jéssica Balbino ministra curso gratuito "Meu Corpo, minha biografia" no Festival Identidade Feminina

Inscrições podem ser feitas na hora, no Espaço Cultural da Urca, no próximo dia 31 



Nesta quarta-feira (31) às 17h, a jornalista e escritora Jéssica Balbino ministra, de forma gratuita, o curso "Meu corpo, minha biografia" no Festival Identidade Feminina, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura de Poços de Caldas. A participação é livre às mulheres cis e trans, pessoas não-bináries e as inscrições podem ser feitas no local. A produção da atividade é da Carvalho Agência Cultural

O curso é inspirado na própria vivência de Jéssica Balbino, que usa o corpo como material investigativo de pesquisa para a escrita, sendo atualmente colunista do Estado de Minas e da Revista TPM sobre corpo e tendo lançado, recentemente, o livro "gasolina & fósforo", representando o Brasil no circuito Arte da Palavra junto ao Sesc Brasil, passando por 20 cidades em diferentes estados durante o ano de 2023. 

"Eu me tornei jornalista - e por conseguinte escritora - pra fazer com que meu nome chegasse antes do meu corpo onde eu imaginava não haver espaço/desejo pra ele.  Trabalhei e escrevi assim por anos, até entender que tudo que eu colocava no papel - e nas redes - estava diretamente ligado ao meu corpo",conta. 

Assim, a partir da investigação do próprio registro de voz e da forma de narrar e ficcionalizar a existência - a escrevivência, Jéssica conessa que percebe que houve, então, a criação de um jeito de ser lida/ouvida antes de ser atacada por habitar um corpo considerado monstruoso. Agora, escreve não apenas expondo quem é, o corpo e o que sente, mas também tudo que lhe atravessa ~outros corpos, pessoas, etc. 

"É também a partir do meu corpo gordo - monstruoso - que consigo falar com milhares de pessoas de uma única vez. É quando enfim aceito minha monstruosidade e tiro meus demônios pra dançar, passo um café e os convido pra um bate-papo que, enfim, essa monstruosidade deixa de me assombrar e passa a me servir de descanso, acolhimento, lugar de criação. É só quando entendo que é impossível separar o corpo do nome ~ ainda que eu tenha tentado por muitos anos ~ que consigo me ver por inteiro", enfatiza. 


A ementa do curso 

O quanto nosso corpo é responsável pela nossa história e nossas memórias? 

Como nossos movimentos e nosso corpo influenciam nossa prática de escrita? Como os corpos monstruosos aparecem e são tratados na literatura contemporânea? Quando corpo e voz se encontram? A escrevivência é um movimento de criação a partir do corpo? Existe uma autoficção corporal? O quanto de verdade há nos textos feitos com o corpo? O que de fato aconteceu? O que é memória e o que é ficção? Há lugar para os corpos dissidentes na literatura? Como estes corpos e vozes encontram profusão nas ruas e fazem literatura a partir dela? A quem serve a normatividade corpórea? A monstruosidade é um lugar ou não-lugar de escrita? Quais as obsessões de escrita dos corpos?

Debruçada nestas questões, Jéssica Balbino resolve partilhar, neste pocket curso um pouco dessa literatura, da forma de fazê-la e de partilhar outras que esbarrou no caminho, com obras e autores que fui lendo, encontrando desejo, monstruosidade e criando a forma única de fazer a própria literatura a partir do corpo, das memórias, do afeto e do que atravessa. São obras que valem ser olhadas com cuidado. 

Neste pocket, a escritora vai falar sobre meus processos criativos e das principais vozes e corpos que fazem parte da minha formação. É um encontro com atividade prática e possibilidade de interação e aberto às perguntas no final. 


Serviço Curso gratuito: "Meu corpo, minha biografia"

Quando: quarta-feira (31) às 17h

Onde: Espaço Cultural da Urca

Ingresso: gratuito 



3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page